TAG - Retrospectiva 2014


  Seguindo um costume iniciado no final do ano passado - já posso considerá-lo costume com apenas um ano de existência? -, hoje venho responder novamente à TAG "Retrospectiva 2013", com a devida alteração nesse último dígito, é claro... Honestamente, de TAG mesmo esse post só levará o nome, já que eu não irei indicar outro blogueiro; mas manterei os moldes da outra postagem, incluindo as perguntas. Resolvi fazer essa retrospectiva assim para criar um contraste entre as melhores histórias, as piores capas e os mais marcantes personagens no decorrer dos anos.

  Enfim, o objetivo é indicar um livro para cada categoria, montando um perfil das minhas leituras do ano. Os títulos dos livros estão linkados, redirecionando para a respectiva página no skoob. Bora lá.

E lá vamos nós!
Melhor livro: O Temor do Sábio - Patrick Rothfuss
Livro mais chato: A Improvável Jornada de Harold Fry - Rachel Joyce
Livro que mais te surpreendeu: Echo Park - Michael Connelly
Livro que você esperava mais: Assassinatos na Rua Morgue - Edgar Allan Poe
Livro que não pretendia ler tão cedo: O Espelho do Tempo - Catherine Fisher (Li esse nos primeiros meses após seu lançamento. Acabei gostando, só me arrependo pelo fato de que agora vai demorar uma eternidade para lançarem o segundo)
Livro com mais mistério: O Caso dos Dez Negrinhos - Agatha Christie
Livro mais angustiante pra terminar: A Vida, o Universo e Tudo Mais - Douglas Adams
A história mais bonita: Extraordinário - R. J. Palacio
Uma história que você gostaria de viver: O Restaurante no Fim do Universo - Douglas Adams (A série inteira do mochileiro das galáxias é passível de ser uma história de vida desejável, mas esse livro em especial tem o lugar mais fantástico de todo o universo, então não há como fazer outra escolha)
Chick-lit mais legal: Não costumo ler chick-lits. Esse ano não foi diferente.
Melhor capa: O Nome do Vento - Patrick Rothfuss
Pior capa: Assassinatos na Rua Morgue - Edgar Allan Poe
Melhor vilão: Alex (Laranja Mecânica - Anthony Burgess)
Personagem mais engraçado: Marvin (O Guia do Mochileiro das Galáxias - Douglas Adams) 
Melhor protagonista: Kvothe (A Crônica do Matador do Rei - Patrick Rothfuss)
Pior protagonista: Clarke (The 100 - Kass Morgan)
Melhor casal: Matt e Olivia Hunter (O Inocente - Harlan Coben)
Casal com pior química: Clarke e Wells (The 100 - Kass Morgan)
Melhor autor: Harlan Coben
Melhor título: Até Mais, e Obrigado pelos Peixes! - Douglas Adams
Pior título: O Inocente - Harlan Coben (Aliás, os livros do Coben tem sempre títulos tão ruins! Ainda bem que no miolo do livro a criatividade dele trabalha melhor)


TOP 5 DO ANO
1º - A Crônica do Matador do Rei - Patrick Rothfuss
2º - O Inocente - Harlan Coben
3º - O Guia do Mochileiro das Galáxias - Douglas Adams
4º - A Menina que Roubava Livros - Markus Zusak
5º - Extraordinário - R. J. Palacio


  Algumas considerações finais:
  Eu realmente esperava mais desse livro do Poe. Tudo o que eu conhecia dele era o conto "O Gato Preto" e o poema "O Corvo", dos quais gosto muito; mas os contos presentes nesse livro são bem medianos - o maior deles, homônimo ao título do livro, que dizem ter dado motivação à Conan Doyle e Christie com seus detetives, é bastante previsível, então...
  The 100 foi o livrinho mais salafrário desse ano! Pensei que Harold Fry já tinha esse título garantido, mas The 100 tomou dele à força.
  O top 5 é coisa nova. Não fiz um na retrospectiva do ano passado, até porque não era critério da TAG criada pela Gabriela (Livros com Chá das Três). Foi complicado escolher só cinco, então percebam que eu acabei trapaceando um pouco, escolhendo séries inteiras no lugar de um único livro. Para manter a justiça, então: O melhor dentre A Crônica do Matador do Rei é o segundo livro, O Temor do Sábio; e o melhor dentre O Guia do Mochileiro das Galáxias é o quinto livro, Praticamente Inofensiva.
  Então é isso. Obrigado por lerem até aqui e até a próxima retrospectiva (se eu manter esse ritmo de postagens a retrospectiva do ano que vem tem chances reais de ser o próximo post).
  Quem se interessou por esse formato de retrospectiva, fique à vontade para montar a sua. Grande abraço a todos!

5 comentários :

  1. Oi Arthur, adorei a tag que você fez acho que vou fazer la no meu blog, e fiquei triste agora de saber que você não gostou de THE 100, eu tenho esse livro em casa, ainda não li e eu achei que ele seria bom, bem agora fiquei com um pé atras.

    xoxo!

    http://livrosseriesecitacoes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá

    Adorei seu top 5, principalmente porque já li três dos livros indicados (considerando que só li o primeiro do Mochileiro e você considerou o último como o melhor, só li 2). Enfim, estou cada dia mais curioso com As Crônicas do Matador Rei e com livros do Harlan Coben, os títulos realmente parecem não serem lá grandes coisas. Fiquei só um pouco triste por você não ter curtido tanto esse conto do Poe. Eu o acho fantástico e já li tantas vezes que nem sei mais se é tão previsível haha, preciso reler algo dele com urgência. Recomendo que veja The Twilight Zone para se aventurar mais por Poe. Em 2014 você, aparentemente, fez ótimas leituras. Espero que em 2015 tudo fique cada vez melhor.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  3. Giselly, eu tinha expectativas altas para com o The 100 tambem, ate porque muita gente fala bem do seriado, mas toda essa expectativa se baseava no fato de que o livro seria, majoritariamente, de ficção científica. E acontece que toda a ficção científica criada pela autora é só um pano de fundo para mais uma história de paixões e desilusões adolescentes...
    Mas leia o livro sim, quem sabe ele surte um efeito diferente em você. ^^
    E responda à TAG sim, e me chame pra ver suas respostas!

    ResponderExcluir
  4. Matheus, eu já assisti The Twilight Zone inteiro, mas não sabia que tinha relação com os textos do Poe. O.O
    É uma das minhas séries favoritas na verdade. E eu também gosto do Poe, mas esse livro em específico é cheio de contos meia boca. Assassinatos na Rua Morgue é, de fato, um dos melhores (segundo melhor, ja que o livro também traz O Gato Preto), mas não chega a ser grande coisa... É complicado falar sem dar spoiler, então direi apenas que, depois de ler O Inocente, eu estava criterioso demais para com romances policiais... Mas é claro que Poe foi um pioneiro e que a discrepância temporal entre as atividades desses dois autores (Poe e Coben) é significativa.
    O que nos leva a: Leia Coben.
    E leia A Crônica do Matador do Rei.
    Boas leituras em 2015!

    ResponderExcluir
  5. Não acredito que se decepcionou com o Poe! Ele é um dos meus autores preferidos. A atmosfera que ele consegue criar te envolve de uma maneira incrível - e eu gosto de histórias de terror/mistério, então...
    A Menina Que Roubava Livros <3 Eu preciso reler esse livro, lembro que adorei, mas lembro pouca coisa do livro em si.
    A série do Mochileiro tá aqui ainda pra ser lida... Tô enrolando um pouco muito hahahaha
    Nunca li nada do Coben, mas tenho vontade. Vi ele na Bienal e ele tem uma carinha tão fofinha e simpática! hahahah Sem contar que é gênero policial (amo).
    "(se eu manter esse ritmo de postagens a retrospectiva do ano que vem tem chances reais de ser o próximo post)" HAHAHAHAH
    Beijo!

    http://sobrelivroseletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

DiscoDiVinil © 2012-2016 | Versão 3.0 | Todos os direitos reservados

Projetado e editado por Arthur Dias

Tecnologia do Blogger

http://i65.tinypic.com/j9ob41.png