8 Capas de Livros Minimalistas


  Bem-vindos à primeira novidade de 2015!
  A nova coluna, "Oito", nasce com o objetivo de criar listas sobre temas literários, cinematográficos, musicais e de cultura geral. Havia algum tempo que eu queria lançar uma seção assim pro blog. Pensei em criar um Top 10 ou Top 5, mas não gostei da ideia de, por exemplo, montar um "Top 10 Filmes". Primeiro, porque a palavra "top" já deixa implícito um princípio de exclusão - se esses dez são os melhores, muitos outros não são, e isso geraria vários comentários desagradáveis de possíveis comentaristas cinéfilos. Segundo, tenho uma opinião bem inconstante, então depois de um tempo eu voltaria àquele post e não acharia mais que aqueles dez filmes são os melhores, até porque eu assistiria novos filmes e poderia tomá-los como favoritos, então...

  A vantagem da lista não ser tão pretensiosa a ponto de usar a designação "top" é que isso me dá maior liberdade, afinal, depois de publicar um "8 Filmes Ótimos", eu posso postar um "Mais 8 Filmes Muito Bons", e assim por diante. Além disso, oito não é um número tão baixo quanto cinco e nem tão alto quanto dez.

  Mas chega de enrolação. Nesse primeiro post, listo 8 capas de livros que, mesmo sendo bem simples, não deixam de ser bonitas. Escolhi capas com até quatro cores apenas e sem muitos detalhes - só uma cor chapada no fundo, letras e formas. Clicando sobre as capas, vocês serão redirecionados à página do livro no skoob. A lista não está em ordem de preferência, assim como na maior parte dos posts futuros dessa coluna. Aproveitem!


1. A CULPA É DAS ESTRELAS
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Páginas: 288
Ano: 2013
Sinopse: A Culpa é das Estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.


2. EXTRAORDINÁRIO
Autora: R. J. Palacio
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Ano: 2013
Sinopse: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.






3. PEQUENA ABELHA
Autor: Chris Cleave
Editora: Intrínseca
Páginas: 272
Ano: 2010
Sinopse: Essa é a história de duas mulheres cujas vidas se chocam num dia fatídico. Então, uma delas precisa tomar uma decisão terrível, daquelas que, esperamos, você nunca tenha de enfrentar. Dois anos mais tarde, elas se reencontram. E tudo começa…
Depois de ler esse livro, você vai querer comentá-lo com seus amigos. Quando o fizer, por favor, não lhes diga o que acontece. O encanto está sobretudo na maneira como essa narrativa se desenrola.



4. FAHRENHEIT 451
Autor: Ray Bradbury
Editora: Biblioteca Azul
Páginas: 215
Ano: 2012
Sinopse: Imagine uma época em que os livros são uma ameaça à sociedade. Para exterminá-los, basta chamar os bombeiros - os responsáveis pela manutenção da ordem, queimando publicações e impedindo que o conhecimento de dissemine como praga. Mas Guy Montag, um desses profissionais, passa a questionar a sociedade em que vive.





5. AUSTENLÂNDIA
Autora: Shannon Hale
Editora: Record
Páginas: 240
Ano: 2014
Sinopse: Jane Hayes tem 33 anos e mora na Nova York atual. Bonita, inteligente e com um bom emprego, ela guarda um um segredo constrangedor: é verdadeiramente obcecada pelo Sr. Darcy. Embora sonhe com ele, os homens reais com os quais se depara são muito diferentes dos que habitam sua fantasia. Justamente por isso, ela decide deixar de lado sua vida amorosa e aceitar seu destino: noites solitárias aconchegada no sofá assistindo a Colin Firth em seu DVD.

6. POR QUE INDIANA, JOÃO?
Autor: Danilo Leonardi
Editora: Giz Editorial
Páginas: 208
Ano: 2014
Sinopse: Você pode pensar que, aos quinze anos, João já deveria estar acostumado com provocações, apelidos e humilhações. Afinal, ele é um típico adolescente deslocado e tímido. Alvo perfeito para a ira dos valentões e para o desprezo das garotas.
Mas sua vida muda completamente quando reage a um ataque de seu maior algoz. O golpe de sorte que derruba o valentão é gravado e vira hit na internet.
João se vê finalmente admirado, respeitado e seguro. Mas tudo tem seu preço e João vai aprender qual o peso que suas escolhas podem ter não só sobre sua vida, mas sobre as vidas de todos ao seu redor.


7. BONECO DE NEVE
Autor: Jo Nesbø
Editora: Record
Páginas: 420
Ano: 2013
Sinopse: No dia da primeira neve do ano, na fria cidade de Oslo, o inspetor Harry Hole se depara com um psicopata cruel, que cria suas próprias regras; O terror se espalha pela cidade, pois um boneco de neve no jardim pode ser um aviso de que haverá uma próxima vítima. No caso mais desafiador da sua carreira, Hole se envolve em uma trama complexa e mortal, com final surpreendente. 

8. MORTE SÚBITA
Autor: J. K. Rowling
Editora: Nova Fronteira
Páginas: 501
Ano: 2012
Sinopse: Quando Barry FairBrother morre inesperadamente aos quarenta e poucos anos, a pequena cidade de Pagford fica em estado de choque.
A aparência idílica do vilarejo, com uma praça de paralelepípedos e uma antiga abadia, esconde uma guerra.
Ricos em guerra com os pobres, adolescentes em guerra com seus pais, esposas em guerra com os maridos, professores em guerra com os alunos Pagford não é o que parece ser à primeira vista.
A vaga deixada por Barry no conselho da paróquia logo se torna o catalisador para a maior guerra já vivida pelo vilarejo. Quem triunfará em uma eleição repleta de paixão, ambivalência e revelações inesperadas?


  E aí? Conhecem outras capas minimalistas? O que acham dessas que eu selecionei? Quantos desses livros vocês já leram? Deixem seus comentários aí embaixo e até o próximo Oito!

13 comentários :

  1. Adorei todas as capas e a sinopse de Austenlândia me chamou a atenção. Preciso urgentemente ler Fahrenheit 451, todo mundo fala que é excelente!
    Gostei muito da nova coluna, adoro listas.

    Beijo,
    http://livrodeunicornios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Uma capa que acho muito bacana é a do livro "Ele está de volta".
    Dessas que você selecionou, só não gostei muito da "Boneco de neve", acho que não foi uma boa cominação.
    Gosto mais das coloridas, como a culpa e das estrelas e do Danilo Leonardi.
    Desses já "A Culpa é das estrelas", "Extraordinário", "Fahrenreit 451" e estou querendo ler "Pequena Abelha".


    Minhas Impressões

    ResponderExcluir
  3. Julia, que bom que gostou. :D
    Também tenho muita vontade de ler Fahrenheit 451, e há bastante tempo! Tentarei cumprir esse objetivo em 2015.

    Maria, realmente, a capa de "Ele Está de Volta" é bem bacana, e eu nem me lembrei dela ao fazer a lista; quem sabe num segundo post de capas minimalistas eu a acrescente...
    Já eu gosto bastante da capa de Boneco de Neve, hahaha. Mas já li umas resenhas negativas a respeito dele e estou com um pé atrás para iniciar a leitura. De qualquer forma, ele ainda está na minha lista de compras. xD

    Grande abraço às duas!

    ResponderExcluir
  4. Essas capas mais "limpas" visualmente são as minhas preferidas. Adoro as capas de Garota exemplar e Objetos Cortantes, ambos da Gillian Flynn. As capas originais dos livros do David Nicholls (Um Dia, O Substituto e Resposta Certa) também são bem simples, mas que tem toda graça.

    Adorei a ideia da coluna e seus argumentos para o nome me fizeram realmente pensar sobre isso, adorei. Posso roubar seu conceito futuramente? Darei os créditos kkk brincadeira!

    Beijo,
    http://portaoazul.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Também gosto de capas limpas, mas, embora ache todas essas capas minimalistas muito bonitas, ainda prefiro as que trazem ilustrações (O Nome do Vento e Maze Runner) ou fotos bem selecionadas (A Mulher do Viajante no Tempo e O Oceano no Fim do Caminho).
    E, caso futuramente quiser criar uma coluna de listas e usar esse mesmo conceito, fique à vontade. ^^
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  6. Olá

    Adoro essa capa de Extraordinário, foi desta edição que tenho aqui comigo e prefiro à aquela azul. Também gosto muito dessa capa de Fahrenheint 451, embora também goste muito da capa com fogo. Morte Súbita, Boneco de Neve e Por que Indiana, João? também tem capas lindas. Pretendo ler os livros assim que der.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  7. Adoro arte minimalista e ainda acho que dão as melhores capas. Amo a capa de Austenlândia (e atrás é igualmente bonito). Eu gosto muito de algumas das capas minimalistas de O Hobbit também. E a capa da edição em inglês que eu tenho de As Vantagens de Ser Invisível também é linda e bem simples.
    Adorei esse post!

    http://sobrelivroseletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. adorei todas e sou fã dessa arte! nota 10 seu post [: estou te seguindo.
    beijão,
    http://www.renatacaparroz.com/

    ResponderExcluir
  9. Matheus, dentre estas, as minhas capas favoritas são as de Fahrenheit 451, Austenlândia e Boneco de Neve; e também pretendo lê-los em breve.

    Aline, achei muita arte minimalista bacana baseada em O Hobbit, até pensei em colocar a capa da edição especial de 75 anos no post, só pra ter uma desculpa para fazer um Oito só com artes desse tipo baseadas no livro, mas desisti da ideia...
    Não sei se você já viu, mas existe um projeto chamado "Lord of the Rings Tribute" e, mesmo tendo ilustrações de todo tipo, é muito legal. Caso queira dar uma olhada, o link é esse: http://www.lordoftheringstribute.com/ ;D

    Renata, que bom que gostou. ^^
    Estou seguindo o teu blog também.

    Grande abraço aos três!

    ResponderExcluir
  10. Conheço esse projeto sim! Acho demais!
    Meu Hobbit é essa edição especial de 75 anos <3

    ResponderExcluir
  11. So conheço três livros da sua lista e ainda não li nenhum deles!! Vou dizer que adorei essa categoria nova que você criou, esperarei pelas pastagens referentes a ele só para vir comentar!! Hahahaha

    Xo
    Alisson
    Re.View

    ResponderExcluir
  12. Conheço todos os livros que você citou, não li todos eles, mas estou muito ansiosa para ler FAHRENHEIT 451!! Faz um tempinho que já resenhas dele, e tipo, preciso muito ler haha
    Seguindo teu blog já^^
    http://wwwleituraromantica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Arthur!!
    Adorei a coluna, é inspiradora viu rs.
    As capas realmente são simples e lindas. Os dois primeiros são alguns de meus livros prediletos, cuja simplicidade da capa, após conhecermos a fundo o livro, acabam nos emocionando pela simples simbologia a detalhes da história.
    Beijos
    aculpaedosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

DiscoDiVinil © 2012-2016 | Versão 3.0 | Todos os direitos reservados

Projetado e editado por Arthur Dias

Tecnologia do Blogger

http://i65.tinypic.com/j9ob41.png