Três Temas #5 - Pop-Ups, Captcha e O Uso dos Porquês


  Se no Três Temas anterior eu discorri sobre três coisas que eu gosto, neste falarei sobre três que detesto. Começando por pop-ups, que, para quem não sabe, são aquelas janelas e propagandas que são abertas automaticamente quando você entra em alguma página. Pop-ups estão por todo canto na internet, mas quero focar em dois específicos: Aqueles que abrem quando entramos em um blog pedindo para que curtamos a fan page do mesmo no facebook; e aqueles que abrem encima da tela de filmes online.
  Acho que colocar o link da fan page num pop-up que bloqueia seu blog (a menos que o visitante o feche) é muita forçação de barra. Nem todo mundo curte as páginas de blogs no facebook, então um link pequeno na sidebar já é o suficiente para quem se interessar. Agora, quanto aos outros pop-ups mencionados, para quem disser que assistir filmes online é pirataria, eu tenho uma resposta preparada: Eu assino a Netflix, mas o catálogo deles não trás todos os filmes; e a locadora aqui perto da minha casa não tem nem Psicose para locar! Então acho que assistir filmes online é muito justo. Se não fosse pelos pop-ups com um "X" para fechá-los minúsculo, é claro. Aliás, foi por causa desses pop-ups que eu assinei a Netflix. (Isso anula minha desculpa anterior?)

Ok, acho que exagerei no exemplo.
  Outra coisa que acredito que ninguém goste é daquela "Verificação Captcha", em que devemos identificar as letras que aparecem borradas e transcrevê-las como resposta. Isso também aparece em muitos blogs (a verificação é feita após escrever um comentário), inclusive no meu! Muitas pessoas não sabem que seus blogs têm esse recurso, e mesmo detestando ter que firmar a vista pra enxergar aquela última letrinha, faz com que os leitores de seu blog façam o mesmo. Hoje meu blog não tem mais essa verificação, e devo isso a duas leitoras do DiscoDiVinil que me alertaram sobre (afinal, o autor do blog comenta sem ter que verificar nada). O código aparece sem avisar com a desculpa de que é só para confirmar que você não é um robô (mesmo que o blog em questão não tenha censura para homens movidos à pilha).
  Para conferir se seu blog está com esse recurso ligado, acesse o blogger, vá em 'Configurações' > 'Postagens e comentários' e na opção "verificação de palavras", coloque "Não". Salve e pronto. Poupará seus leitores de muita dor de cabeça.

Robôs devem responder isso mais rápido que eu.
  Para finalizar, eu nem poderia dizer que eu detesto isso, já que sou aspirante a escritor, mas as regras de uso dos porquês já me fizeram quase enlouquecer. Pode parecer fácil, são apenas quatro porquês, mas isso custou a entrar na minha cabeça; e se agora eu escrevi esse último porquê com acento, foi porque eu estudei a mesma página da apostila umas 500 vezes. Nunca fui bom em gramática, mas erros como confundir "mas" com "mais" ou "eu" com "mim" constantemente me chamavam a atenção. Então, já que estava julgando muito os outros, comecei a corrigir alguns erros que eu cometo também. O mais difícil foi o dos porquês.
  Se você ainda não sabe quando usar qual porquê em determinada situação, farei um resumo:
  POR QUE: Pode ser substituído por "por qual motivo" ou "para que".
  Ex.: Por que você gosta tanto de Baconzitos? (Por qual motivo você gosta tanto de Baconzitos?)
  PORQUE: Equivale a "pois" e é geralmente utilizado em respostas.
  Ex.: Não fique triste, porque Doctor Who volta em setembro. (Não fique triste, pois Doctor Who volta em setembro.)
  POR QUÊ: Aparece sempre em final de oração ou de forma isolada, sempre em frases interrogativas.
  Ex.: Você não gostou dos últimos CDs do Green Day por quê?
  PORQUÊ: É usado como substantivo, com o sentido de causa. Admite pluralização (porquês).
  Ex.: Procuremos respostas aos nossos porquês.


10 comentários :

  1. Nossa, Arthur, também detesto essas três coisas, pop-up de facebook e captcha então... puuft, um saco, principalmente em blogs. Muito legal essa postagem, adorei essa categoria de três coisas! Vou acompanhar os próximos!

    Beijos,
    www.bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Tici. :]
    Divulguei essa postagem no twitter anunciando que falo sobre três coisas que quase todo mundo detesta, mas acho que todo mundo detesta isso. Não consigo imaginar alguém que saia respondendo códigos captcha para satisfazer um vício...
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom!
    Aprendi muito. Primeiro eu não sabia o nome desses negócios de pop-ups e captcha, mas eu sabia o que era, rs
    O primeiro é realmente muito chato!
    Gramática não é o meu forte, mas o uso dos porquês eu aprendi ;)

    Minhas Impressões

    ResponderExcluir
  4. Poxa, que bom que acabei te ajudando, Maria. :D
    Chato é pouco para definir pop-ups, haha; no mínimo insuportável!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. Fiquei muito feliz quando vc retirou a verificação captcha do blog rsrsrsrs. Também odeio pop-ups, e não sigo blogs que tenham. Primeiro: me desconcentro totalmente do post para fechar a janela. Segundo: não sei se sou cega ou se isso é proposital, mas sempre clico sem querer na janela. Terceiro: só para contrariar, acabo não seguindo o blog.
    aculpaedosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Hahaha, somos dois vesgos, Bia. Eu também sempre acabo clicando na propaganda ao invés de fechá-la.
    Então, eu nem sabia que os comentaristas aqui do blog tinham que fazer essa verificação. Se soubesse teria retirado a mais tempo...
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro gramática, mas vou confessar que tem coisas que me confundem também. Uma coisa que dificilmente entra na minha cabeça é o uso da crase; eu até sei a teoria, mas ainda me confundo na hora de usar, pra ser honesta.
    Nossa, muito obrigada! Eu DETESTO esse captcha e não sabia que meu blog estava com isso. Tadinha das pessoas que comentam lá hahaha Já tirei essa porcaria :P

    http://sobrelivroseletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Até que crase eu aprendi fácil, com aquele macete do 'substituir a palavra da frente por uma do gênero masculino e fazer a modificação do "a"; se ele tiver que virar "ao", o "a" é craseado'. Meu problema mesmo são esses porquês. Dentro de um mês voltarei aqui nesse post ver se relembro como se usa cada um.

    Pois é, se não me falam que meu blog tinha isso eu também nem desconfiaria. Bom saber que o post lhe foi útil. :]

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  9. A questão da verificação de comentários me irrita muito, principalmente quando vou comentar nos blogs parceiros, já os pop-ups são chatos mesmo e o uso dos porquês nem passa pela minha cabeça, acho que nem aprendi essa regra na escola.
    Lara,
    http://www.whoisllara.com/

    ResponderExcluir
  10. Ah, você conseguiu aprender de primeira os usos dos proquês... Eu não consegui essa façanha, haha. Custei aprender direitinho todos os quatro e, ainda hoje, tenho a consciência que daqui umas semanas vou ter que revisar ao começar a escrever alguma coisa.
    Obrigado pelo comentário e grande abraço!

    ResponderExcluir

DiscoDiVinil © 2012-2016 | Versão 3.0 | Todos os direitos reservados

Projetado e editado por Arthur Dias

Tecnologia do Blogger

http://i65.tinypic.com/j9ob41.png