Resenha #5 - O Último dos Moicanos

  Esse é um livro que eu sempre ouvi falar, sempre ouvia alguém dizer que viu o filme, ou então esse nome surgia por acaso em alguma conversa, mas eu não sabia de como era a história, o porque do livro se chamar assim. Então, mexendo aqui nos livros antigos do meu pai, encontrei ele numa coleção de clássicos (a mesma do Dom Quixote) e comecei a ler, e é uma história muito bacana. Não é um livro que me marcou, mas é uma boa pedida para um fim de semana.

  SINOPSE: A história se passa durante a guerra dos sete anos e conta a trajetória de duas irmãs, Alice e Cora, pelo território americano. Inicialmente são acompanhadas por Duncan Heyward, o oficial inglês que está encarregado de levá-las em segurança até o forte William-Henry, que se achava ameaçado pelos franceses e era comandado pelo pai das jovens, Munro. Com o decorrer da história se juntam a eles um cantor de música sacra chamado David La Gamme, um valente caçador com pontaria infalível chamado Olho-de-Falcão e seus dois companheiros índios (moicanos), Chingachgook e seu filho, Uncas, cuja lealdade é admirada. Todos tem características muito bem trabalhadas. Mas tal travessia não será fácil, pois também existem outra tribo indígena, os hurons, cujo principal representante é Mágua, o Raposa-Sutil, que é cruel e sádico e fará de tudo para impedir o triunfo dos moicanos. Com o decorrer do livro terá muita luta (muita mesmo!) também um pouco de política da parte dos ingleses, mas o tema principal é a importância da cultura indígena na formação do país.

  O livro é um clássico e é merecidamente reconhecido, as cenas de ação tem um ritmo corrido, ao mesmo tempo detalhado, tornando a leitura agradável. O que deixa o livro um pouco ruim são as partes que eles estão simplesmente andando na floresta, que é entediante. Outra coisa é o número de lutas, tudo bem que houveram muitos encontros com os hurons e que eles precisaram lutar, mas não há a necessidade de detalhar todos eles. Mas para quem gosta de ação, quem gosta de conhecer as origens dos Estados Unidos, quem gosta de conhecer costumes indígenas, a esses o livro será excelente. Apesar de ser um livro pequeno, acontecem muitas coisas, muitas brigas e muitas revelações finais. O livro levará 3 estrelas, ótimo em representar o surgimento dos Estados Unidos (provavelmente o melhor representante), ótimo em mostrar costumes indígenas, ótimo em descrever as próprias relações humanas, enfim, um livro ótimo.

EDITORA: Larousse
AUTOR: James F. Cooper
PÁGINAS: 129

Nenhum comentário :

Postar um comentário

DiscoDiVinil © 2012-2016 | Versão 3.0 | Todos os direitos reservados

Projetado e editado por Arthur Dias

Tecnologia do Blogger

http://i65.tinypic.com/j9ob41.png