Resenha #11 - A Revolução dos Bichos


TÍTULO: A Revolução dos Bichos

AUTOR: George Orwell

EDITORA: Companhia das Letras

PÁGINAS: 152

SINOPSE: Os animais da Granja do Solar se revoltam contra os humanos, donos da granja, pois se cansam de tamanha exploração e instalam um sistema igualitário onde todos ajudam a mantê-la em pleno funcionamento: aram a terra, plantam e colhem feno, tiram leite das vacas, etc... No entanto, o plano inicial proposto pelo velho porco Major sofre mudanças após a morte deste, de forma a beneficiar os outros porcos, considerados os mais inteligentes entre os animais da granja. A própria história da revolução é recontada aos animais e os poucos dissidentes são silenciados à força, dando início a um novo período de tirania.


  Não se engane pelo fato de os protagonistas serem animais, o livro não é uma fábula! Pelo contrário, Orwell detalha com perfeição o modelo político soviético e a ditadura stalinista e consegue fazer isso sem levantar grandes suspeitas na época em que foi escrito, enquanto acontecia a Segunda Guerra Mundial. A denúncia do despotismo de Stalin, pelo autor, é feita muito antes da "desestalinização"promovida por Nikita Kruschev, em 1956.

  George Orwell era marxista e representou o idealizador dessa corrente pelo porco Major, que convocara todos os animais da granja para uma reunião no celeiro, durante a noite. Nessa reunião o velho porco comunicou a todos o seu sonho sobre como será o mundo quando o Homem desaparecer e os animais puderem ter a liberdade de escolher seu próprio destino.

"Mais hoje, mais amanhã,
O Tirano vem ao chão,
E os campos da Inglaterra
Só os bichos pisarão."
- Página 16

  O porco Major morre dali a três noites e os animais decidem colocar em prática a idealização do velho. A revolução é executada e o dono da granja, Sr. Jones, é expulso. A granja é renomeada para Granja dos Bichos e são criados sete mandamentos para que os animais não se assemelhem aos humanos, assim, os mandamentos são do tipo "nenhum animal usará roupa" ou "nenhum animal dormirá em cama".

"O Homem é a única criatura que consome sem produzir. Não dá leite, não põe ovos, é fraco demais para puxar o arado, não corre o que dê para pegar uma lebre. Mesmo assim, é o senhor de todos os animais. Põe-nos a mourejar, dá-nos de volta o mínimo para evitar a inanição e fica com o restante. Nosso trabalho amanha o solo, nosso estrume o fertiliza, e no entanto nenhum de nós possui mais que a própria pele. As vacas, que aqui vejo à minha frente, quantos litros de leite terão produzido neste ano? E que aconteceu a esse leite, que poderia estar alimentando robustos bezerrinhos? Desceu pela garganta dos nossos inimigos." - Página 12

  Com o tempo, porém, os dois porcos que passaram a exercer o comando das tarefas, Bola-de-Neve (que representa Trotsky) e Napoleão (que representa Stalin), começaram a entrar em discordância quanto às decisões a serem tomadas e, certo dia, após realizarem uma votação quanto à construção de um moinho de vento, Napoleão expulsou Bola-de-Neve da granja, utilizando nove cães enormes que alimentava escondido.

  Após Napoleão tomar o poder, os sete mandamentos pintados na parede do celeiro foram gradativamente sendo alterados, por exemplo o mandamento transcrito acima se tornou "nenhum animal dormirá em cama com lençóis", sempre de forma a beneficiar os porcos. Inclusive a história da revolução foi sendo mudada aos poucos, fazendo com que a imagem de Bola-de-Neve caísse de herói para traidor.

"Todos os bichos são iguais, mas alguns bichos são mais iguais que outros. -Página 106

    O autor conseguiu criar uma história que, mesmo denunciando todos os abusos de Stalin, se mostra atemporal. Os conceitos trabalhados na obra, como a ganância, a sede de poder e a injustiça podem ser associados a qualquer história, de qualquer lugar ou época, inclusive numa fazenda com animais. George Orwell desmontou o governo stalinista, apontou suas falhas, e ensinou que o poder corrompe o homem, assim como corrompe o porco.

11 comentários :

  1. A Revolução dos Bichos é um clássico (e eu ainda não li)! Está na lista dos livros que quero ler em um futuro próximo.
    Adorei o blog, acho que isso aqui vai bombar em um futuro próximo!

    Beijos e espero sua visita!

    http://olhandoporai.com

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Tayná!

    Leia mesmo, ele é curtinho, da pra ler em um dia e ainda acabar estudando um pouco sobre a Revolução Russa xD
    Visitei seu blog e também gostei muito.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Oi Arthur! Foi bom conhecer seu blog, cara. Parabéns pela resenha, abriu minha mente de novo, li esse livro no início do ano, mas foi com muita falta de atenção. Agora pude entender realmente o objetivo em Orwell ter escrito esse livro assim. Parabéns!

    http://blogliterariopalavrasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Que bom que fiz você perceber o que não havia notado, Samuca!

    Orwell é um dos meus escritores favoritos, consegue defender a ideologia de Marx e atacar os abusos de Stalin, e ainda fazer parecer que está escrevendo uma história lúdica.
    Notei, pelo Skoob, que você vai ler "1984". Leia mesmo! É ainda melhor do que "A Revolução dos Bichos". (:

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Tenho muita vontade de ler esse livro, mas tenho um pouco de receio de ser "culto" demais e eu acabar ficando perdida ahahaha

    Beijos
    Débora - Clube das 6

    ResponderExcluir
  6. Relaxa Dé,

    O livro é muito bem escrito e acredito que qualquer pessoa possa ler sem dificuldades e entender a "história capa", dos animais na granja. Quanto à crítica ao stalinismo, dá pra notar também, ainda mais já sabendo que ela existe. Haha.
    Não coloque o livro de lado, quando você chegar a ler vai sair procurando mais livros do Orwell pra ler!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Oi Arthur!
    Acabei de conhecer seu blog e fiquei muito feliz de me deparar com essa resenha. Já faz um tempo que estou querendo ler esse livro, minha irmã comprou para ela e acabou indo parar na minha estante hahaha, mas ainda não tive a oportunidade de começar. Sua resenha me deu um impulso maior agora! Fiquei bastante curiosa.
    Parabéns pelo blog!
    Bjs,
    Kami.
    gostoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá Kami!

    Leia sim, você vai se impressionar com o tipo de escrita e a sutileza de George Orwell.
    Obrigado pelos elogios, já estou seguindo o seu blog ;)

    Até mais!

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito da sua resenha, meu professor passou uma animação desse livro na sala esse ano quando estávamos estudando a Revolução Russa e eu fiquei com muita vontade de lê-lo.
    Beijos!

    http://livroscomchadastres.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Esse livro deve ser muito bom pra melhorar nosso entendimento sobre a Revolução Russa. Ou não? Bem, não sei, mas tenho vontade de ler esse livro e pretendo fazê-lo nesse próximo ano!

    Me tira uma dúvida: a narrativa é difícil? Fácil? Meio complicada? Como é? Muitas perguntas, eu sei, mas são todas praticamente as mesmas. Hehe. :)

    http://sendoempapel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. A narrativa é muito simples. Acho que até uma criança entenderia o enfoque dos animais na fazenda... Quanto à história da Revolução, da pra notar, mas é sutil. Você percebe apenas se já conhece um pouco sobre ela, como a rixa existente entre os bolcheviques Stalin e Trotsky.
    Abraços.

    ResponderExcluir

DiscoDiVinil © 2012-2016 | Versão 3.0 | Todos os direitos reservados

Projetado e editado por Arthur Dias

Tecnologia do Blogger

http://i65.tinypic.com/j9ob41.png